Quanto custa montar um salão de beleza? Essa é a dúvida de muitas pessoas que pretendem iniciar um empreendimento nesse nicho. Entender os valores é primordial antes do investimento, para saber se é realmente uma boa aposta.

Assim como em qualquer empresa, o estudo preliminar faz toda a diferença e evita problemas futuros. Sendo assim, preparamos algumas dicas para você começar no ramo, com probabilidades de gastos essenciais.

Saiba quanto custa montar um salão de beleza e decida se essa é uma boa opção para seus planos.

Por que montar um salão de beleza?

O setor de beleza, estética e higiene é considerado um dos mais sólidos do país. A grande variedade de produtos e serviços é um chamariz para muitas pessoas, tanto os consumidores quanto potenciais empreendedores.

De fato, qualquer perfil necessita de cuidados com o cabelo, com o rosto e com o corpo em si. Mulheres e homens de todas as idades precisam frequentar um salão de beleza para realizar uma série de procedimentos, dos mais simples aos mais sofisticados.

Essa diversidade de público é uma das grandes vantagens do setor. Quem pretende montar um espaço completo pode focar em todos os perfis, se tornando uma referência para diversas pessoas de todas as idades.

Por outro lado, há quem aposte na segmentação, desde os salões direcionados para as mulheres até aqueles que atendem apenas o público masculino – o boom das barbearias é um grande exemplo.

A rotatividade é muito importante para o sucesso do negócio, mas outras atitudes são fundamentais para garantir a fidelização dos clientes, se tornar uma referência no mercado e gerar uma boa lucratividade.

Por isso, além do planejamento estratégico, é importante avaliar uma série de conceitos antes de abrir um negócio, sobretudo a questão financeira. Já que vale a pena montar um salão de beleza, o empreendedor deve saber quanto custa esse investimento.

Vale a pena montar um salão de beleza? Saiba tudo neste guia completo!

O que considerar antes de abrir um salão de beleza?

Com boas perspectivas de crescimento, o nicho de beleza e estética é bastante promissor. Mas, antes de apostar de vez em um novo empreendimento, é preciso considerar alguns pontos:

Análise de mercado

Por mais que muitas pesquisas e especialistas afirmem que há muitos benefícios em abrir um salão de beleza, você precisa conhecer a realidade atual do mercado – principalmente em relação à região que deseja inaugurar.

Nesse ponto, é importante estudar bastante para entender o nicho. O que as pessoas buscam? Quais serviços estão em falta? Qual público pode ter prioridade? O que os concorrentes não oferecem ao cliente? É possível inovar? Enfim, essas são apenas algumas questões.

Plano de negócios

O planejamento é um ponto primordial antes de investir em qualquer negócio, independente do ramo. Esse escopo deve reunir todas as necessidades do empreendimento, além de detalhar etapa por etapa.

Com tudo documentado, você pode ter a noção exata do investimento que deve fazer, sem deixar nada de lado – desde as despejas maiores até pequenos gastos.

Estilo e diferenciais

A criação de uma identidade é essencial para qualquer novo negócio. Seu salão deve ter um estilo próprio e apresentar diferenciais, sobretudo em relação aos concorrentes que já figuram no mercado.

Não basta abrir um empreendimento que seja “mais do mesmo”, pois não terá destaque nenhum. Então, não se esqueça de incluir no escopo tudo aquilo que pode tornar seu salão uma grande referência.

Nesse contexto, não se esqueça de delimitar a segmentação. Será somente feminino, voltado apenas para os homens ou para ambos? Do mesmo modo, os serviços serão tradicionais ou haverá algo diferente e sofisticado? Tudo isso influencia no estilo do negócio e ajuda a definir o público alvo.

Fornecedores e concorrentes

Além de se atentar ao público, você deve realizar pesquisas acerca dos fornecedores e dos concorrentes. No primeiro caso, é bom fazer muitas cotações em relação a todos os materiais – desde os necessários para a montagem do salão até para o uso diário.

Quanto à concorrência, faça uma varredura por sua região para conhecê-la e, mais que isso, saber tudo o que oferecem para seus clientes. A partir daí, fica mais fácil definir o estilo e os diferenciais de seu negócio.

Legislação

Além dos registros pertinentes à abertura de qualquer empresa, tenha em mente que para o nicho de beleza e estética há uma série de legislações próprias, sobretudo em relação à vigilância sanitária.

Portanto, serviços e produtos devem ser confiáveis e estarem de acordo com as normas da ANVISA, para oferecer segurança aos clientes e ao seu salão. Do mesmo modo, não esqueça das leis trabalhistas, que devem estar em dia a partir do momento que você contrata funcionários e monta uma equipe.

Marketing e divulgação

Não adianta inaugurar seu salão de beleza e deixar de lado as estratégias de divulgação. Então, esteja preparado para criar planos de marketing direcionados ao seu público.

Felizmente, a internet oferece muitas ferramentas simples e eficientes, como as redes sociais, que ajudam até a estruturar a identidade do seu negócio. Além disso, aplicações voltadas ao gerenciamento são boas apostas.

Já pensou investir em sistemas de agendamento, divulgação de ofertas e pagamentos de forma segura? Há opções que reúnem tudo isso e muito mais, como o Webook. Você pode conhecer passo a passo e até fazer um teste para implementar em seu salão de beleza.

Orçamento

O orçamento é parte fundamental quando se trata do investimento. Ter em mente quais serão os gastos é a chave para abrir um negócio promissor – desde a abertura até aquilo que será recorrente, como fornecedores, manutenção, salários, enfim.

Ter um capital seguro é uma boa alternativa, afinal, no início será mais difícil até seu negócio se estabelecer. É nesse quesito que voltamos ao tema central deste conteúdo.

Afinal, quanto custa montar um salão de beleza?

A base de investimentos nunca terá um padrão, mas é possível estabelecer uma média de valores de acordo com o espaço:

  • Um salão pequeno, localizado em um pequeno bairro, com um funcionário, demanda um gasto de aproximadamente 10 mil reais;
  • Para um salão de porte médio no centro da cidade, com uma equipe de três a cinco funcionários, o investimento pode ser entre 30 e 40 mil reais;
  • Já um salão grande e completo, com cerca de dez funcionários e inaugurado em bom ponto de localização, o gasto ultrapassa os 50 mil reais.

Vale destacar que toda a montagem deve ser considerada. Depois de estabelecido, há custos fixos, como aluguel, água, luz, salários, manutenções, fornecedores, marketing, internet, impostos, entre outros.

O lucro do salão dependerá da rotatividade de clientes e das estratégias para garantir mais atendimentos, apenas alguns parâmetros gerais e essenciais para o sucesso do negócio.

Em todo caso, essa é apenas uma base para você decidir se vale ou não a pena investir em um salão de beleza. Continue acompanhando nosso conteúdo e surpreenda-se com ótimas dicas, com certeza você ficará mais seguro em começar seu novo empreendimento. 

Leave a Comment